• Lattualita

    ESPORTES

    Progresso representa São Marcos na Libertadores do Nordeste 2020

    Primeira partida da equipe são-marquense aconteceu no último domingo (1º) contra a equipe Amizade, de Caxias do Sul. Placar de 4 x 0 foi desfavorável para São Marcos mas, conforme coordenador Juninho Velho, equipe local deverá ganhar entrosamento e ritmo de jogo ao longo da competição: ‘ficaram 2019 parados em São Marcos, sem competir’

    3 meses atrás

    A estreia da equipe de São Marcos na Libertadores em 2020 veio com derrota de 4 a zero para o time caxiense Amizade

Iniciou no último domingo, 1º de março, a 20ª edição da Copa Libertadores do Nordeste Gaúcho, competição organizada anualmente pela Liga Serra de Futebol de Campo. Em 2020, o certame vem com número de equipes reduzido, apenas quatro: o pentacampeão Ferroviário; o S.E Progresso, de São Marcos; o E.C Gaúcho, de Ivoti; e o Amizade/Olaria, de Caxias do Sul. Veterano na competição, o Progresso disputa a Copa pelo 12º ano, somando 3 títulos ao longo da história da competição: foi campeão em 2006 e 2008 e vice-campeão em 2007.

A estreia da equipe de São Marcos em 2020, contudo, veio com derrota de 4 a zero para o time caxiense Amizade. A partida foi disputada em Caxias do Sul. Conforme Junior Hasckel Velho, jogador e atuante na organização do time, a volta do Progresso na Libertadores acontece em um momento de muitos desafios, tanto financeiros quanto de entrosamento da equipe. “Em 2019 não teve Municipal de Futebol de Campo em São Marcos e todo mundo ficou parado, sem competir, essa é a diferença que os outros times têm contra nós de São Marcos, porque os jogadores locais não competem, consequentemente acabam tendo um pouco de medo do campeonato. Já o pessoal da região estão sempre competindo”, observa.

Arbitragem da abertura da Libertadores do Nordeste 2020

Ganhar entrosamento e ritmo de jogo ao longo das próximas 5 partidas da fase classificatória, que terá turno e retorno, é o objetivo. Conforme Juninho, a escalação dos titulares do Progresso inclui quatro jogadores de outros municípios (um de Vacaria mais 3 de Caxias do Sul), além de atletas convidados do time são-marquense do Canelada. “Juntamos pessoas de vários lugares para compor o time, então o time não se conhece, é a dificuldade do começo, e pegamos uma das equipes ali, o Amizade, que é a favorita e também jogam junto há muito tempo. Mas a questão mesmo é de ganhar ritmo de jogo, entrosamento, porque a equipe do Progresso se comportou bem, mantemos o mesmo nível técnico. Infelizmente foram erros pontuais e aí acabamos levando os gols”, avalia Juninho.

Ataque do Amizade com defesa do goleiro do Progresso

São 8 jogos até o título

Na outra partida de abertura, disputada por Nova Pádua – E.C. Ferroviário x E.C Gaúcho, em Nova Pádua, o placar repetiu o 4 x 0, com vitória do favorito Ferroviário. Na fase classificatória as equipes se enfrentam em turno e retorno, com três jogos em casa e três fora para cada equipe. As duas melhores colocadas farão a final da competição. A decisão, em dois jogos, acontecerá nos dias 19 e 26 de abril. A equipe que tiver melhor disciplina terá a vantagem de fazer o 2º jogo da decisão ao lado da torcida. Neste próximo domingo, dia 8 de março, o novo adversário do Progresso será o Ferroviário, o jogo será disputado em São Marcos, no campo da Linha São Roque.

Campo Municipal está sem condições de sediar jogos e Progresso terá de pagar para jogar em São Roque

Conforme explica Juninho, para participar da Copa Libertadores do Nordeste são convidados os campeões municipais das cidades e os times que já foram campeões da Copa. “É por convite: eles convidam os campeões das cidades e as equipes que já foram campeãs da Libertadores, essa é a regra”, observa. O pequeno número de participantes em 2020, segundo Juninho, foi ocasionado pelo elevado nível técnico da competição, que acaba desmotivando a participação de equipes com menos capacidade de investimento. “Diminuiu bastante o número de times, o nível é muito alto, aí consequentemente os times desistem. Era para ter sete, mas aí desistiram alguns e os quatro times que ficaram resolveram disputar igual”, revela.

Manter-se entre os quatro times da Copa, segundo ele, está exigindo esforço do Progresso, tanto no nível técnico quando de ordem financeira. “Na verdade é tudo a gente que a absorve, a prefeitura de São Marcos não participa com nada e o campo municipal que nós precisaríamos está sem condições, não sediou jogos o ano inteiro em 2019 e esse não tem condições, estão fazendo uma reforma ali para melhorar a grama, vamos ter de pagar para jogar em outra comunidade. Vamos jogar no campo de São Roque só que lá é particular e vamos ter de pagar uma taxa para equipe também jogar, além da prefeitura não ajudar com nada vamos ter que gastar com o campo”, critica o esportista e ex-vereador de São Marcos. Segundo ele, além do campo, os jogadores de fora do município também são pagos. “Jogadores de fora todos têm um custo, para compor um grupo competitivo, porque a Copa Libertadores do Nordeste tem um nível muito alto. Vamos fazer um pedido aí para algumas empresas para conseguir alguns valores, mas ainda não temos nada de patrocínio”, ressalta.

Confira escalação de titulares do Progresso na Copa Libertadores do Nordeste em 2020:

1 Burati
2 Batata
3 Artur
4 Anderson Michelon
5 Leandrinho
6 Fio
7 Zulu
8 Fabinho
9 Juninho
10 Chicão
11 Ander

RESERVAS

12 Matheus
13 Bruno
14 Vinão
15 Cleiton
16 Jailton
17 Nenê
18 Dentinho
19 Jonathan