• Lattualita

    GERAL

    Nível da represa de São Marcos sobe 30 cm

    Além da chuva, reposição de água do Rio São Marcos para a barragem e bombeamento 24h do Rio Ranchinho contribuíram para aumento no nível da represa na Linha Humaitá: ‘não foi só por causa da chuva, a chuva foi 50% disso ou menos’

    2 semanas atrás

    Chuva desta quinta e sexta-feira contribuiu para aumento no nível da represa municipal (foto: apenas ilustrativa)

Desde a última quarta-feira, 20 de maio, caminhões-pipa estão reabastecendo a represa municipal, na Linha Humaitá, com reposição de água trazida do Rio São Marcos. Já na segunda-feira (18), a Corsan iniciou a transposição de água de açudes particulares para o Rio Ranchinho, para que, assim, a bacia de captação seguisse bombeando água para a represa municipal 24 horas por dia.

Prefeitura e Corsan realizam transposição de água do Rio São Marcos para represa com caminhões-pipa (foto: prefeitura de São Marcos)
Prefeitura e Corsan realizam transposição de água do Rio São Marcos para represa com caminhões-pipa (foto: prefeitura de São Marcos)

Na manhã desta sexta-feira (22), diante do trabalho dos caminhões-pipa, do bombeamento 24h e, também, da chuva que iniciou na tarde de quinta-feira (21), a Corsan constatou aumento de 30 centímetros no nível da represa. “Recuperamos 30 centímetros do nível da barragem. Só de ontem (21) às 18h, até às 6h da manhã de hoje (22), isso em 12 horas. Subiu 30 cm, mas não foi só por causa da chuva, a chuva foi 50% disso ou menos”, esclarece o gerente da Corsan de São Marcos, André Viana.

Ele ressalta que os principais fatores responsáveis pelo aumento no nível da água foram o trabalho dos caminhões e o bombeamento do Rio Ranchinho. “O pessoal trabalhou com os caminhões-pipa até a meia noite de ontem e começaram hoje (22) às 6h. E mais o Ranchinho tocando água 24 h”, reforça André. No momento, quatro carretas com capacidade de 30 mil litros cada estão trabalhando na transposição de água para a represa municipal.