• Lattualita

    CORONAVíRUS

    EDUCAçãO

    Missão cumprida: alunos entregam máscaras no comércio são-marquense

    Nesta quarta-feira (8), alunos entregaram 160 máscaras em 17 estabelecimentos comerciais. O trabalho segue em andamento e mais máscaras serão distribuídas nos próximos dias

    4 meses atrás

    Alunos entregaram máscaras em comércios que seguem funcionando durante a quarentena (foto: divulgação)

Para os alunos do Colégio São Marcos (Ginásio), missão dada é missão cumprida. A partir de proposta apresentada pela professora Patrícia Camassola, os alunos do 3º ano do Ensino Médio se mobilizaram para encontrar costureiras voluntárias e fazer um levantamento sobre a necessidade de máscaras em estabelecimentos que seguem abertos em São Marcos. Em menos de uma semana após o lançamento da ideia, as parcerias foram firmadas e 160 máscaras foram confeccionadas e entregues nesta quarta-feira, dia 8 de abril, para 17 estabelecimentos do município.

A professora Patrícia Camassola explica que a primeira remessa já foi entregue, mas os trabalhos de confecção seguem em andamento, através de parceria com as costureiras. “Visitamos 17 estabelecimentos, contemplando padarias, restaurantes, postos de combustíveis e mercados. Não entregamos em todos, entregamos 160 máscaras, mas as costureiras estão dando andamento e vamos entregar o restante nos próximos dias”, ressalta, ela reforça que os estabelecimentos que não foram procurados pelos alunos podem entrar em contato caso estejam precisando de máscaras para seus funcionários e colaboradores. “Se algum estabelecimento não foi procurado e precisa de máscaras, pode entrar em contato conosco que vamos providenciar”, destaca.

A proposta foi apresentada aos alunos na última sexta-feira (3) e, na segunda-feira (6), o projeto já contava com a parceria de costureiras, que iniciavam a confecção. Até esta quarta-feira (8), a ação já despertou interesse de outros parceiros locais. “Recebi mensagem de uma confecção aqui de São Marcos se engajando também nessa campanha e me oferecendo tecido gratuito, caso quisermos dar continuidade”, informa a professora, que trabalha com os alunos as disciplinas de Língua Portuguesa e Ensino Religioso. Ela comenta, ainda, sobre o sentimento gerado nos alunos e a gratidão observada na comunidade. “Os alunos se sentiram muitos felizes e realizados, eles comentaram sobre a receptividade das pessoas, que reconheceram a importância do trabalho deles, da participação da juventude nesse momento de pandemia. Os alunos se sentiram com o dever cumprido”, pontua Patrícia Camassola.

Conheça o projeto

A mobilização iniciou no último dia 3 de abril, quando a professora Patrícia Camassola apresentou, via grupo de WhatsApp da turma, a ideia aos alunos. A proposta seria encontrar costureiras voluntárias para a confecção de

Seis costureiras aderiram ao voluntariado (foto: divulgação)
Seis costureiras de São Marcos aderiram ao voluntariado (foto: divulgação)

máscaras e fazer um levantamento nos comércios que seguem em funcionamento durante a pandemia do Covid-19, para saber qual seria a demanda por máscaras. Enquanto isso, a professora arcaria com os custos de material (tecido, linha, elástico).

Os alunos aderiram à proposta e, atualmente, seis costureiras estão envolvidas no trabalho. “Entrei em contato com uma comerciante, ela abriu a loja para mim, e procurei uma costureira que está fazendo máscaras para vender. Ela cedeu o modelo, algumas prontas, para que a gente pudesse levar para as demais costureiras. Os alunos, por telefone, fizeram contato com padarias, mercados, postos de combustíveis, para verificar o número de colaboradores em cada estabelecimento”, explica Patrícia.

Em cerca de três dias, 160 máscaras foram confeccionadas pelas voluntárias. A primeira remessa já foi entregue, mas o trabalho segue em andamento para suprir parte da demanda em São Marcos.