• Lattualita

    GERAL

    Pediatra são-marquense Paulo Pessini sofre edema pulmonar: ‘está vivo graças ao atendimento médico imediato’

    Nesta quarta-feira (27), Paulo Pessini sofreu um edema pulmonar causado por arritmia cardíaca. Conforme informações do filho Fulvio Pessini, ele passou por procedimento cirúrgico e deverá sair da UTI nesta sexta (29)

    2 semanas atrás

Na manhã desta quarta-feira, dia 27 de novembro, o médico pediatra são-marquense Paulo Pessini, 67 anos, sofreu um edema pulmonar, consequência de uma arritmia cardíaca. Conforme relata ao L’Attualità o filho Fulvio Pessini, o médico sentiu o primeiro mal-estar no último domingo (24). “Ele foi com a minha mãe e minha avó na Fenamassa, em Antonio Prado, e quando estavam retornando no final da tarde, próximo à Capela de Santo Henrique, ele sentiu uma tontura. Chegou em casa, tomou banho e foi ao Hospital São João Bosco, pois ele tinha que dar uma baixa para um paciente. Aí ele chamou o Dr. Gilberto Moschetta (médico cardiologista), que o examinou e disse que ele estava com uma arritmia cardíaca”, narra Fulvio.

Segundo conta, o seu pai foi medicado, mas permaneceu com arritmia. “Aí na segunda-feira (25), ele fez um ‘choque’, que é um procedimento para equilibrar a arritmia. Na terça-feira (26) ele acordou cedo, foi para o Hospital às 6h, trabalhou o dia inteiro e não tinha nada, estava bem tranquilo. Aí ontem (dia 27) pela manhã ele tinha um exame de cintilografia em Caxias do Sul, que é um exame bem completo, para ver qual era a causa dessa arritmia. Mas no café da manhã começou a sentir falta de ar. As coisas aconteceram muito rápido, ele começou a gargarejar, porque o pulmão encheu de água. Minha mãe conseguiu chamar o Gilberto Moschetta e também me avisou. Ela chegou no hospital 6h15, eu cheguei às 6h17, e já estava lá o médico plantonista e o Moschetta”, detalha Fulvio.

‘Não demorou 15 minutos da hora que ele se sentiu mal até a hora que ele já estava sendo atendido, foi uma batalha pela vida’

Conforme revela o filho, Paulo Pessini precisou ser entubado e passou por uma série de procedimentos. “Ele estava sufocando, porque essa arritmia foi uma insuficiência cardíaca muito violenta e fez com que os pulmões enchessem de água. E aí a pessoa se afoga, como se realmente estivesse na água. Tiveram que entubar ele e foi realmente uma batalha pela vida. Naquelas quase 2 horas, entre 6h15 e 8h, ele teve um risco de vida muito grande, até estabilizar. Ele está vivo graças ao excelente atendimento que existe no Hospital Beneficente São João Bosco. Não demorou 15 minutos da hora que ele se sentiu mal até a hora que ele já estava sendo atendido”, exalta Fulvio Pessini.

‘Meu pai vai fazer exames mais aprofundados, para saber o fator que motivou a arritmia’

Segundo conta o filho, por volta de 9h30 desta quarta-feira (27), Paulo Pessini foi encaminhado para o Hospital Unimed de Caxias do Sul, onde realizou outros exames. “O médico detectou uma pequena lesão no coração dele e entendeu que tinha que colocar um stent (pequeno e expansível tubo utilizado para restaurar o fluxo sanguíneo na artéria coronária) naquela parte do coração que não estava pulsando bem. Aí fez esse procedimento ontem à tarde, por volta de 14h30. Ele ficou praticamente um dia inteiro sedado e hoje (28) pela manhã acordou bem, tranquilo, e os exames estão bons”, informa Fulvio.

Conforme acrescenta, o médico pediatra Paulo Pessini passará por exames específicos para determinar a causa da arritmia cardíaca. “Ele vai fazer exames mais aprofundados, para saber o fator que motivou, porque ele nunca teve problema cardíaco. Essa foi a primeira vez. Os médicos vão analisar por que essa arritmia foi tão forte que gerou esse edema pulmonar – que é um ‘encharcamento do pulmão’, porque o coração não bombeia na velocidade certa e o pulmão começa a acumular líquido. E a pessoa vai a óbito se não tiver um atendimento imediato”, assinala Fulvio.

‘Gostaria de agradecer as inúmeras ligações e mensagens de carinho e afeto e a todos que estão orando pela recuperação do meu pai’

Ele finaliza agradecendo “as inúmeras ligações e mensagens de carinho e afeto e a todos que estão orando pela recuperação do meu pai”. Paulo Pessini deverá sair da UTI do Hospital Unimed e ser encaminhado ao quarto na tarde desta sexta-feira (29). Casado com Luci Mara Chemello Pessini, o médico pediatra tem 2 filhos, Fulvio (38) e Marina(35).